Aprendi a voar

*Por Márcia Tolotti

A força, surgiu aos poucos e veio para ficar.

A disciplina me pertence agora “fui lá e fiz”.

Cresceu a autoindulgência. Diminuiu a autossabotagem.

Expulsei crenças limitadoras. Sobrou espaço para a confiança.

Pernas e mente se fortaleceram cadenciadas, percorram muitos, muitos km.

No percurso, construí amigos, vivenciei salvamentos de corpos e de almas machucadas.

A felicidade virou companhia. Então, posso responder a pergunta: “por que você corre?”

Corro porque aprendi a voar para longe da tristeza. Para mais perto da beleza que é viver!

Márcia Tolotti – Dedico esse texto à Inspire que fez família no lugar de rivalidade (esse é o segredo de ser uma “fábrica de ultramaratonistas”) e aos corredores da TTT 2019.

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

É free, é para VOCÊ ...

Apoie este projeto no Catarse

Testes, planilhas e mais...

Nosso canal no Youtube

Fechar Menu
×
×

Carrinho